Montes Claros perde Padre Murta

No dia em que recorda exatos três anos de morte de seu Bispo Emérito, Dom José Alves Trindade, a Arquidiocese de Montes Claros perde outro de seus filhos ilustres. Cônego Adherbal Murta de Almeida, ou simplesmente Padre Murta, que no próximo dia 8 de maio completaria 85 anos, não resistiu a um câncer no intestino descoberto no início de 2007 e morreu na Santa Casa hoje, por volta das 14h30min. Segundo consta no site montesclaros.com, o sacerdote celebrou missa até a última segunda-feira.
Nascido em1923 no pequeno povoado de Rubelita, no Norte de Minas, filho de Adhemar de Almeida e Emília de Almeida Murta, Padre Murta foi ordenado presbítero na Ordem Premonstratense há 62 anos, na cidade paulista de Piracicaba, onde estudou. Logo depois retornou para Minas e, em Montes Claros, fundou o seminário, assumindo sua direção. Foi ainda vigário de Monte Azul, Brasília de Minas e Bocaiúva. Em Ervália (MG) dirigiu o Colégio Brasil por cinco anos e em Montes Claros o tradicional Colégio São Norberto, no decorrer de 32 anos.
Mas Padre Murta exerceu também a arte de ensinar na Fundação Norte Mineira de Ensino Superior (FUNM), atual Unimontes. A pesquisa e o estudo, aliás, são quesitos que sempre considerou básicos para o bom desempenho do sacerdócio na contemporaneidade. “O mundo precisa de sacerdotes que sejam ao mesmo tempo santos e sábios. As duas coisas estão intimamente ligadas ao exercício do sacerdócio”, sugeriu certa vez, por ocasião da comemoração de seus 82 anos, sobretudo ao jovem seminarista. “Eu pesquiso e estudo até hoje”, revelou. Mostrava-se orgulhoso ter sido professor de pessoas ilustres. Os arcebispos de Montes Claros, Dom Geraldo Majela de Castro (Emérito), e o de Pouso Alegre, Dom Ricardo Pedro Chaves Pinto Filho, estão entre elas. Acreditava que tinha dado aula para pelo menos “60 mil alunos”. “Só no Colégio São Norberto eram 1.500 alunos por ano”, afirmou.
Apesar de aposentado desde 1992, Cônego Adherbal de Almeida continuou a dar aulas, no Seminário Arquidiocesano Imaculado Coração de Maria ainda durante algum tempo, e exercia o vicariato na Paróquia Nossa Senhora Rosa Mística. Detentor de extenso currículo, ele possuía os cursos superiores de Filosofia (São João Del Rei-MG, concluído em 1942), Teologia (Jaú-SP, em 1945) e Pedagogia (Pontifícia Universidade Católica de Belo Horizonte-MG, em 1963). Além de ter fundado o Seminário Premonstratense na Igreja Particular de Montes Claros no ano de 1948.
Autor de vários artigos publicados na imprensa, abordando assuntos culturais e religiosos, Cônego Adherbal pertencia a duas academias de Letras: a montes-clarense, há mais de 20 anos, e a de São Francisco.
Valéria Borborema
Advertisements
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s