As mil e uma mortes de Isabella

Há quase um mês a maioria dos veículos de comunicação do país dissemina uma overdose de cobertura sobre caso Isabella. A crueldade de que foi vítima a criança se tornou um espetáculo transmitido em tempo real. Uma novela policial “ao vivo” com vários capítulos num só dia. O pai e a madrasta são os vilões e protagonistas do seriado. No júri de milhões cujo juiz é a mídia o par já foi condenado. E há um cheiro de ódio por toda parte e uma vontade de linchamento no ar. No ponto de ônibus, na fila do centro de saúde, na escola, no trabalho, nos bares, onde haja mais do que um o assunto vem à baila. Muitos e muitos se tornaram figurantes da novela. Com gosto ou a contragosto uma vez que é impossível fugir ao tema. Uns mais extremados se aglomeram nas cercanias da delegacia ou do prédio onde se refugiaram os vilões para, sem direito a cachê, terem uma “pontinha” no seriado. A fórmula é antiga. A mídia explora desgraças e mazelas em busca de audiência e dinheiro fáceis. Aliena, fatura e afasta a opinião pública das grandes questões. No caso concreto, houve uma corrida ao ouro. O tempo e o espaço destinado ao assunto foram aumentando a audiência, que por sua vez passou a fomentar uma cobertura cada vez maior. O caso Isabella por obra dessa dinâmica passou a ser “uma necessidade” para milhões. Por isso, tantas vezes ela foi atirada pela janela do apartamento. Por isso, tantas vezes a mídia repetiu e repete o crime. Essa exploração via espetáculo midiático do assassinato dessa criança, única e exclusivamente por audiência e pelo dinheiro dela decorrente, expõe, por um outro ângulo, a importância do debate e da luta pela democratização da mídia em nosso país.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s