Ih, não deu!

Márcio Lacerda o candidato do tucano Aécio Neves, estava indo bem nas pesquisas, achou que já tinha ganho, resolveu detalhar seu prograna de “governo” disse que pretendia não só levar os tucanos de volta ao comando da capital mineira, de onde foram desalojados em 1993, como queria também replicar, em âmbito local, o “choque de gestão” que foi adotado, sob protestos de lideranças petistas, pelo governador Aécio Neves (PSDB) na esfera estadual.
Dpeois da idéia do “choque de indigestão” o líder na corrida eleitoral em Belo Horizonte, o candidato a prefeito Márcio Lacerda (PSB) caiu 6 pontos porcentuais, de 45% para 39% das intenções de voto, considerando a projeção de votos totais. O candidato do PMDB, Leonardo Quintão, subiu 11 pontos porcentuais – de 20% na sondagem de 27 de setembro para 31% na de hoje. Levando em conta somente os votos válidos (excluídos brancos, nulos e indecisos), Lacerda aparece com 45% e Quintão tem 36%. Como um candidato a prefeito só é eleito no primeiro turno se obtiver 50% mais um dos votos válidos na apuração oficial, a pesquisa projeta a realização de segundo turno entre Lacerda e Quintão. O povo mineiro, desaprovou o choque gestão, antes mesmo de Lacerda colocar em pratica.
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s