PASTOR APARECE NA TV E É IDENTIFICADO POR PARENTES DE VÍTIMAS DE PEDOFILIA

“Diga-me com quem andas, olhe-se no espelho e verás quem tu és…”
Parentes de vítimas do pastor José Edson Alves Froes, que responde por crimes de pedofilia, o reconheceram durante aparição no programa eleitoral do TRE. Foi o bastante para que procurassem a imprensa para pedir agilidade no julgamento do pastor, que teria molestado cinco crianças, conforme atesta site do TJMG – Tribunal de Justiça de Minas Gerais.O fato aconteceu na zona rural de Montes Claros, na Fazenda São João, região de Me Livre, conforme o inquérito nº 0433.082.56129-4, que tem origem na 1ª Vara criminal. As crianças A.BT.B., 08 anos; J.C.S.O., 10; M.E.M.S., 08; R.J.S.O., 08; e J.R.A.O. confirmaram que o homem iniciava a sedução pegando em partes intimas de seus corpos, durante o transporte até a escola.
O suspeito não foi localizado para falar sobre o assunto.
Segundo relato dos pais das crianças, o crime começou quando o suspeito ganhou uma licitação de transporte escolar. De acordo com Rosa Oliveira, o homem levava os menores da fazenda até o município para as aulas. Ela afirma que nesse percurso ele abusava das crianças. O fato foi descoberto quando os menores começaram a reclamar com os pais.
– Minha filha contou que no percurso até a escola o motorista falava sobre sexo e pegava neles. Ela me disse que o motorista passava a mão nas coxas e nos seios dela e das colegas, dizendo sempre que elas eram lindas. Conversei com a professora que confirmou que o motorista pergunta sempre por minha filha. Fiquei muito assustada e juntamente com meu marido decidimos mudar definitivamente para Montes Claros – afirma.
A criança, segundo a sua mãe, teme, agora, ir à escola, e já não dormia mais sozinha por medo.- Ela tinha medo de ir para escola e durante a noite não dormia sozinha. Tive que mudar de cidade. O homem usava um rádio modelo PM3 para atrair as crianças e dizia que elas ouviriam música. Como as famílias são simples, isso realmente chamava a atenção delas – afirma.
PROCESSO
O caso foi denunciado por vários pais que ouviram dos filhos a mesma notícia. A decisão de abrir inquérito policial foi de Jovino Barbosa Neto, pai de uma menina de 8 anos, também vítima do pedófilo. Em seguida, outros pais perderam o medo e também fizeram mesma denúncia. Maria Aparecida Teixeira, Alfeu Gonçalves de Oliveira, Valnice Celestino da Silva Gomes afirmam que seus filhos também foram vítimas.
O caso está sendo analisado e chegou ao conhecimento da justiça em 30 de setembro desse ano, mas o ministério público ainda não denunciou o suspeito. As famílias de todas as vítimas querem justiça e aguardam a decisão do juiz, que não se pronunciou sobre o caso.
Fonte: A Província
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s