Agiotagem na Câmara de Montes Claros

Contrariando a legislação vigente, que proíbe a prática da usura, ou seja, empresta dinheiro a outra no mercado informal, sem a devida autorização legal para isso, o vereador Marcos Nem, do PR, declarou, na sua prestação de contas junto ao TSE, que fez um empréstimo ao seu assessor João, no valor de R$ 35.000,00.
MARCOS NEM juntamente com os vereadores ADEMAR BICALHO, AURINDO RIBEIRO, DR ROSEMBERG, FÁTIMA PEREIRA, ATHOS MAMELUQUE, JÚNIOR DE SAMAMBAIA, LIPA XAVIER e RAIMUNDO DO INSS, foram presos pela Polícia Federal, na “Operação Pombo Correio”, que descobriu que eles usavam notas fiscais falsas para receber verba de gabinete no valor de R$ 5 mil por mês.
Eles respondem Ações Penais – Crime contra a Fazenda Pública -, proposta pelo Ministério Público.
Leia + AQUI
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s