O SOM QUE VEM DO NORTE. Pedro Boi: Três décadas de dedicação à música

Músico amadurecido na barriga da mãe, nasceu num 29 de junho, dia de festa, forró e seu santo de devoção, São Pedro. É tanta a influência deste dia em sua vida que a parteira Zuza, responsável pelo nascimento de todas as crianças de Ibiracatu ainda hoje se lembra: “Ele só faltou dançar, pois seu primeiro choro já era uma canção”.
De Ibiracatu para Montes Claros, foi um pulo. Na maior cidade da região teria mais oportunidade. Começou tocando sanfona nos grêmios infantis ou onde houvesse uma festinha: fossem os quintais ou as salas da Vila Brasília. Dali veio a inspiração e o contato com seu primeiro parceiro, Ildeu Braúna.
Começou fazendo músicas para “tentar conquistar as menininhas”.
E como as conquistas apareceram: foram muitas as namoradas. As canções, às vezes, eram as mesmas. Mudava-se apenas os nomes das garotas.
A partir deste início, a parceria foi crescendo e novos interesses pairavam sobre sua cabeça: os problemas sociais, os conflitos, a ditadura vivida na pele. Tudo se refletia nas músicas que já apareciam, aqui e acolá, em festivais. Alguns modestos, como os da Escola Normal. Outros, mais arrojados, como o Festival Universitário (Fucap) e Festival Rímula.
Matéria de Samuel Fagundes, do Jornal O Norte
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s