Minas entregue ao abandono

Tem cheiro estranho no ar. O Tribunal Regional Eleitoral de Minas precisa mostrar que é independente e frear o governador Aécio Cunha nesta sua campanha eleitoral extemporânea, que é uma visível falta de respeito com a população e, principalmente, com a lei eleitoral brasileira.
Neste seu segundo mandato, o governador praticamente não pregou a bunda na sua cadeira no Palácio da Liberdade. Só ficou pra cima e pra baixo fazendo campanha e curtindo a vida.
Agora, ele ainda tem a coragem de declarar que vai começar a viajar pelo país a partir de março.
“Eu tenho convite da maioria dos Estados para discutir, não apenas com o PSDB, mas com entidades da sociedade civil, com associações comerciais, com a federação das indústrias, com sindicatos. Eu pretendo fazer isso a partir do mês de março”.
Esta declaração do governador Aécio Cunha é o bastante para uma ação mais enérgica da Justiça Eleitoral, igual ela faz com quem é do campo da esquerda. Como foi o caso do prefeito eleito de Ipatinga, Chico Ferramenta.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s