Tadeu propõe dobrar os cargos de confiança na Prefeitura

O projeto de reforma administrativa que o prefeito de Montes Claros, Tadeu Leite (PMDB, PT, DEM, PSDB, PCdoB, PV, PR, PL, PP, PDT, PTB…) encaminhou para o legislativo, ao contrário do que foi propagado (leia AQUI ) aumenta de 468 para mais de 800 cargos, segundo comentário do post abaixo: “sem contar os cargos comissionados (chefes de divisão, seção, etc) da Saúde e Educação e os Secretários (16), Secretários Adjuntos (cada secretaria terá um, dois ou três adjuntos) e cargos de Assessores criados, são 594 cargos de comissão. Fora ainda os Secretários, Adjuntos, Assessores Especiais e Cargos da Saúde e Educação (que são as Secretarias que têm mais cargos na estrutura da Prefeitura). 155 Chefes de Seção; 113 Assessores; 79 Chefes de Divisão; 67 coordenadores; 39 gerentes; 26 Diretores de Execução; 40 encarregados de Serviços e 40 Encarregados de Setor”.
São agora 16 Secretarias, mais a Procuradoria Jurídica, Procuradoria da Fazenda, Assessoria Especial de Gabinete, Assessoria Executiva de Governo, Assessoria Técnico-Legislativa e Controladoria Geral, todos com Status e salários de secretarias. E ainda a Esurb, Prevmoc, Instituto Randal e Transmontes, que o prefeito prometeu extinguir.
Segundo o blog Política de Buteco: “Montes Claros precisa de Política séria e não Populismo. De Programas Sociais e não Assistencialismo. De Saúde e Educação e não de Clientelismo. Montes Claros precisa urgente de novos políticos.”
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s