RESENHA DO RÊ

MATARAM GEGÊ
Gegê com Pedro Igor, de oito meses. Ele era pai ainda de João Paulo, 2 anos, e adotou Maria Eduarda, 9 anos, filha de sua esposa Mara Sandra.
BRUTALIDADE
A leitora Márcia de Oliveira Fernandes César não se conforma, até agora, com o brutal assassinato do jovem advogado Jean Carlo Meira Ruas, conhecido como Gegê, noticiada pela imprensa no início desta semana. O homicídio aconteceu domingo no Bairro Maracanã, por motivos banais.
Como é que pode?
A FOTO
Por deferência de Márcia, este filho de dona Laura e namorado de Laura está publicando a foto de Gegê em primeira mão, liberando-a para que seja copiada pelos demais blogs, sites e pela imprensa grande, nanica e alternativa.Estejam à vontade.
JUSTIÇA
Porque, nesta hora, o que se busca é a prática da justiça em mais um crime violento ocorrido nesta terra de Figueira. Só neste ano, até agora, 18 pessoas já foram assassinadas em Moc, desmoralizando o aparelho de segurança. A impressão é uma só.
Ninguém faz nada.
DESABAFO
Faço minha a mensagem enviada por Márcia a este Rê: O esclarecimento desta morte não pode cair no esquecimento, como mais uma morte que integra a estatística de crimes violentos em Montes Claros. Desta vez, por circunstâncias ainda não esclarecidas pela polícia foi tirada a vida de um jovem advogado e pai de família que tinha pela frente um futuro promissor. Suas qualidades profissionais e pessoais, apreciadas por todos que estiveram em seu velório, foram enaltecidas no discurso do ilustríssimo juiz do Trabalho, João Lúcio, que prestou-lhe as últimas homenagens. Os familiares, os amigos de faculdade e as demais pessoas que estiveram presentes nesta segunda feira, 23, no recinto da Santa Casa, não conseguiam entender a barbárie cometida contra ele. Em todos os grupos só se ouvia o clamor por uma resposta rápida dos órgãos responsáveis pela investigação. Jean Carlo Meira Ruas, carinhosamente chamado de Gegê, nós estaremos sempre com o pensamento voltado para você como exemplo de um jovem do bem. Deus vai cobrir de graças sua família para suportar este sofrimento.
Todos nós estaremos esperando por justiça.
Assim seja!
Retirado do blog A Província
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s