Ministério Público pede que passagem do lotação em Montes Claros retorne para R$1.55

Na última quinta-feira-14, o Ministério Público de Montes Claros recomendou ao prefeito Tadeu Leite o retorno da tarifa do transporte coletivo urbano para R$ 1,55, a partir de 19 de maio, uma vez que as empresas concessionárias do serviço não cumpriram com as obrigações do edital do contrato de licitação. Uma das obrigações era a substituição de 19 ônibus com mais de 8 anos, o que impedia qualquer reajuste enquanto persistisse o descumprimento, nos termos do artigo 125-A da Lei Orgânica de Montes Claros. Os promotores de Justiça de Montes Claros entregaram cópia da recomendação para todos os vereadores.
O Ministério Público de Montes Claros vem provando que não é influenciado pelo churrasco, conforme disse Tadeu Leite numa entrevista a Revista Tempo:
“A Justiça local, às vezes, é impregnada pela questão política (…). O Tribunal julga o fato com frieza, não com a emoção e com o compadrio que permeiam as relações entre juízes, promotores e donos de jornais em Montes Claros. Churrasco, sei lá o quê, que acabam criando a possibilidade dessa influência existir”.
Em breve, uma Ação Popular também estará sendo ajuizada contra o alto salário do ficha suja, que é o maior de Minas, entre os prefeitos. Maior do que recebe o Presidente da República, o Governador de Minas e o Prefeito da Capital Mineira.
Tomou calo!
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s