R$ 70 milhões de publicidade em 3 meses

Enquanto nega-se aumento ao funcionalismo público, áreas essenciais recebem cortes orçamentários superiores a 30% em MG
A falta de critério do Governo do Estado de Minas Gerais para estabelecer prioridades orçamentárias ficou comprovada com a publicação no órgão oficial de imprensa do Governo, “Minas Gerais”, no último dia 11 de junho, de termos aditivos aos contratos de publicidade celebrados entre a Secretaria de Estado de Governo com as empresas Consórcio Espontânea – MPM, Lápis Raro – Agência de Comunicação Ltda, RC Comunicação e Net Design e Comunicação Ltda.
Enquanto o mundo inteiro economiza diante da crise, o próprio Governo mineiro tem uma queda de arrecadação de mais de 30%.
Continua lendo na Página Minas
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s