Estudantes da UnB reagem à perseguição do DEMos contra cotistas negros

Foto: Marcello Casal Jr./Abr
O movimento negro do DF e a própria Universidade de Brasília (UnB) fizeram recepção especial aos calouros cotistas.
Foi uma espécie de resposta à ação do DEM contra cotas no STF.
No dia 20, o DEMos entrou com uma ação no STF pedindo a suspensão imediata do sistema de cotas para negros na UnB.
O DEMos pede a suspensão da matrícula dos 654 alunos aprovados pelo sistema de cotas no segundo vestibular de 2009.No primeiro semestre deste ano, 276 alunos ingressaram na UnB como cotistas.
O pedido liminar do DEMos deve ser apreciado pelo presidente do STF, Gilmar Mendes, por causa do período de férias do judiciário.

A advogada do DEMos é Roberta Fragoso Menezes Kaufmann (foto ao lado), procuradora-geral do Distrito Federal, cuja tese de mestrado versou contra cotas para negros nas universidades.
Foi Gilmar Mendes, que também é professor da UnB, quem orientou a dissertação de mestrado de Roberta Kaufmann. Roberta também já foi assessora do ex-presidente do STF, Marco Aurélio Mello, para quem fazia pesquisas e análise de processos, e a quem define como seu mentor intelectual
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s