Globo x Record, nessa briga quem tem que ganhar é o povo

* Fábio Salviano Lima Xavier
No último dia 11/08/09, a Rede Globo, maior empresa de comunicação do Brasil, mirou seus canhões e abriu os microfones do jornal nacional para mostrar reportagem sobre o bispo Edir Macedo e a Igreja Universal do Reino de Deus, nesta reportagem, a globo mostrara como o bispo usava os fieis da igreja universal para enriquecer ilicitamente e montar outro império midiático brasileiro, a TV Record, a Globo apresentou documentos que ainda correm em segredo de justiça, no ministério público, em pleno horário nobre, com o intuito de descredibilizar sua principal concorrente e seus acionistas.
No entanto a resposta da rede Record não tardou a chegar, na quinta-feira, dia 12/08, a Record exibiu reportagem respondendo as acusações da globo e saiu na ofensiva, em sua matéria, a Record falou que a Globo é cria da ditadura militar, regime que apoiou entusiasticamente. “A história não apaga. A Globo nasceu de uma ação ilícita de um governo autoritário e antidemocrático”, em referência a acordo com grupo norte-americano que injetou milhões de dólares na televisão, mesmo sendo ilegal a participação estrangeira em veículos de comunicação nacional.
Discorreu ainda sobre as interferências da emissora dos Marinho na política nacional, como no escândalo Globo/Proconsult contra a candidatura de Leonel Brizola a governador do Rio de Janeiro, em 1982; a célebre edição do debate entre Collor e Lula nas eleições de 1989, jogada decisiva para a vitória collorida; o boicote à cobertura das Diretas, as imagens do dinheiro do tal dossiê nas eleições de 2006, entre outros tantos fatos sobre a preferência da grande Rede Globo para com os opositores do governo do presidente Lula.
Este embate entre as duas principais redes de comunicação brasileira se dá em um momento de ímpar para a sociedade brasileira. Primeiro, estamos no penúltimo ano do governo do metalúrgico, e parte desta mídia atrasada, filha da ditadura, sabe que a continuidade do governo atual e o aprofundamento dos processos de saída do modelo herdado de FHC/Serra/Globo/Folha de São Paulo sepultarão toda uma geração de políticos opositores – derrotados pelas urnas e/ou pela senilidade. Daí seu desespero na luta contra o governo que conta 80% de apoio popular.
Segundo, em novembro vai acontecer no nosso país a 1º Conferência Nacional de Comunicação (Confecon) para discutir um tema de extrema relevância para a jovem democracia brasileira, a Conferência que tem como tema a Democracia e a Mídia, redefinirá o papel da mídia brasileira, na forma de difundir idéias, de promover o debate econômico, político, cultural, se ampliará o circulo de produção de opinião, de difusão de idéias, noticias e informações.
Portanto é de grande importância que não se perca o bonde sobre esta discussão que pode parecer distante e até pequena, mas que tem como pano de fundo a nossa jovem democracia, que amadurece ao ver gigantes da mídia se digladiando por fatias cada vez maiores do mercado da comunicação, ou melhor, por lucros cada vez maiores, sem a preocupação com quem está do outro lado da telinha.
Por fim, como diria o nobre sociólogo e professor Emir Sader, a mídia tradicional está em crise, quanto mais se democratiza o circulo de opiniões e informações sobre os mais variados temas, mais se fortalece a democracia e conseqüentemente enfraquece o monopólio oligárquico – em que umas poucas famílias controlavam a mídia. Por tanto parabéns a todos aqueles que de uma forma ou de outra trabalham para que as informações, sejam elas quais for, estejam à disposição da democracia, ou melhor, estejam à disposição de TODOS.
* Fábio Salviano Lima Xavier é Sociólogo.

IBOPE
A Globo fechou 2008 com um gosto amargo. A maior emissora do país viu sua audiência cair 6% de 2007 para 2008, fechando o último ano com média de 14,2 pontos, nas 24 horas do dia. Esse número está três pontos abaixo do que a Globo tinha em 2004. Desde 2006, a emissora só cai. Já a Record vem crescendo, desde 2004, cerca de um ponto por ano. Ela fechou 2008 com audiência média de 6,6 pontos, em segundo lugar. O número representa crescimento de 17% em relação ao ano anterior. Apesar de ter mantido em 2008 os mesmos 5,4 pontos de média de 2007, o SBT perdeu a segunda posição e hoje é a terceira emissora do país na medição do Ibope. A audiência no Brasil cresceu 2% no último ano. Em 2007, a média era de 35 pontos. Em 2008, o número foi para 36 pontos. As médias correspondem às 24 horas do dia.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s