Humberto Souto e Jairo Ataíde tomaram bomba no DIAP

Estudo divulgado no último dia 4 pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) aponta os 100 parlamentares federais mais influentes em 2009. Ao todo, são 29 senadores e 71 deputados que se destacaram durante o ano.

A lista revela a permanência de parlamentares de 15 partidos dentre os “cabeças” da Casa. A relação traz 70 congressistas da base aliada e 30 da oposição. O PT, com 25 nomes, é a legenda com maior número de representantes entre os 100 mais influentes do Congresso, seguido pelo PMDB (16), pelo PSDB (13) e pelo DEM (13).

Das 27 unidades federativas brasileiras, 23 têm representantes na lista dos 100 cabeças do Congresso. Apenas Mato Grosso, Paraíba, Rondônia e Sergipe não emplacaram nenhum nome na relação do Diap. São Paulo e Rio Grande do Sul são os estados com maior número de integrantes na elite do Parlamento. A região Sudeste aparece com 36 parlamentares. Em segundo lugar, desponta o Nordeste, com 23. O Sul tem 21. Por fim, aparecem empatadas as regiões Centro-Oeste e Norte, com 10 representantes cada. O estudo destaca que os “cabeças” são aqueles congressistas que conseguem se destacar dos demais por algumas qualidades. “Entre os atributos que caracterizam um protagonista do processo legislativo, destacamos a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações, seja pelo saber, senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade, que é dinâmica, e, principalmente, facilidade para conceber idéias, constituir posições, elaborar propostas e projetá-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão”, afirma o estudo.

No Norte de Minas, os nossos parlamentares Humberto Souto e Jairo Ataíde tomaram bomba.

Ficam conversando asneiras por aqui, mas não aparecem nem na lista dos “Em ascensão”. Apenas o pára-quedista Virgílio Guimarães é citado, talvez por causa de seus conchavos e traições.

Veja os deputados “cabeças” e os em ascensão em Minas Gerais:

”Cabeças”: Gilmar Machado (PT), Mário Heringer (PDT), Paulo Abi-Ackel (PSDB), Rafael Guerra (PSDB) e Virgílio Guimarães (PT).

“Em ascensão”: Odair Cunha (PT), Jô Moraes (PCdoB) e Júlio Delgado (PSB).

Já os representantes de Minas no senado: Eduardo Azeredo (PSDB), Eliseu Resende (DEM) e Wellington Salgado (PMDB) passaram longe da lista principal e da lista em ascensão.

Veja AQUI a lista completa.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s