Psiu, Aroldo

O fracasso do Psiu Poético segue a mesma linha do Carnamontes e das Festas de Agosto, que tiveram suas piores edições em 2009. É o cartão de visitas de Tadeu na área de Cultura. O poeta Aroldo Pereira, que durante 22 anos, coordenou e carregou nos ombros o festival de poesias, sofreu nessa 23ª edição seu pior revés, ao aceitar manchar seu evento com ingerência política. Boicotado pelo secretário municipal de Cultura, Ildeu Braúna, passou pelo constrangimento de não apresentar, como anunciado na programação oficial, a turma do Clube da Esquina, ponto alto do evento. É que, por ordem de Braúna, a secretaria não disponibilizou a verba para a viagem e estadia dos músicos em Montes Claros, entre outras ações engendradas a mando do prefeito Luiz Tadeu Leite para prejudicar o festival. Ainda por cima o secretário foi à tevê dizer que a ausência da atração teria sido motivada por incompetência do coordenador. Aroldo teve que se desculpar com Telo Borges, que lamentou o episódio, reforçou que o grupo não cobraria cachê, mas que também não poderia “pagar para trabalhar”. Própria identidade do Psiu, o poeta não precisava passar por isso. Leia +
Leia outras notícias nas Páginas Cidade/ Norte de Minas / Brasil / Mundo e Minas
A Justiça do Trabalho de Minas
Dando sequência à tradição do Tribunal Regional do Trabal ho de Minas, desembargadores são acusados de favorecer empresas. Leia +

Pesadelo continua para Tadeu
Depois de poder dormir tranquilo, ao ver excluída da reforma eleitoral a proibição de políticos fichas sujas concorrerem às eleições, o atual prefeito de Montes Claros, Luiz Tadeu Leite, volta a ter motivos para preocupações. Leia+

Vem aí o cemitério WC
Sem novas vagas, cemitério desenterra ossadas em Montes Claros. Leia +

Dilma e Lula são aplaudidos em Buritizeiro e Pirapora
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a pré-candidata à Presidência da República Dilma Rousseff, ministra da Casa Civil, iniciou nesta quarta-feira em Buritizeiro (MG) uma maratona de visitas às obras de transposição do Rio São Francisco e só embarcarão de volta a Brasília ao final da tarde de sexta-feira. Leia +

Colóquio revela consequências sociais da Usina de Irapé
O principal argumento para a construção de grandes barragens e usinas hidrelétricas em pequenos municípios brasileiros é o de que os projetos trarão o tão aguardado progresso para as esperançosas populações locais.
Leia +

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Uma resposta a Psiu, Aroldo

  1. Anonymous diz:

    Vejamos o quanto o governo Lula é mesmo diferente de FHC: só com Lula temos bolsa famíla; especulação financeira; Proer para bancos e empresas camuflados por uma tal crise econômica; desmatamento recorde da amazônia; aumento do tráfico de armas e drogas, professores universitários federal substitutos com salário inferior ao mínimo; taxação de inativos; mensalão; Valdomiro Diniz; dólar na cueca e em malas; Duda mendonça; José Sarney; Fernando Collor etc. O governo Lula é tão diferente de FHC que copiaram até o APAGÃO.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s