Patrus reafirma apoio a Gleber e conclama militância para o 2º turno do PED

Em manifestação clara e direta, em entrevista à imprensa, o ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, reafirmou seu apoio à candidatura de Gleber Naime à presidência do PT de Minas e conclamou a militância petista a fazer o mesmo no 2º turno do PED, dia 6 de dezembro. “Nós já ganhamos o 1º turno, elegendo a maioria do diretório estadual, com a votação recebida pelas três chapas que me apoiaram, e vamos ganhar o 2º turno, elegendo Gleber presidente do PT Minas”, frisou.
 A entrevista veemente do ministro Patrus foi concedida à imprensa antes de sua participação em um programa da TV Comunitária, na Zona Sul de Belo Horizonte. O ministro não deixou de apontar o que entende como as incoerências dos adversários da candidatura Gleber.
“Eu não vou cobrar coerência do Fernando Pimentel sobre o que ele disse antes, porque se ele fosse coerente, deveria renunciar à sua pré-candidatura, já que ele foi derrotado nas eleições do PED em Minas”, ressaltou, referindo-se à tese adversária em transformar o PED numa prévia entre os dois pré-candidatos ao governo estadual. Para Patrus, PED e prévias são duas coisas relevantes mas inteiramente distintas.
O ministro do governo Lula foi além em sua crítica direta. “Quem quiser ser candidato do PT ao governo de Minas tem que pôr o pé na estrada, tem que conversar com as bases do partido, tem que dialogar com os movimentos sociais; ninguém pode ser candidato pelo PT ao governo de Minas apenas por Belo Horizonte e acreditando que os meios de comunicação resolvem tudo, ou que o poder econômico pode tudo”, arrematou.
Segundo Patrus, quem quiser falar em nome do PT, que vá para o interior também, para periferia de Belo Horizonte e as grandes cidades do Estado, conversar com as bases, com os filiados e militantes petistas e de outros partidos, e com os movimentos sociais. “Vamos fazer as prévias, vamos debater o PT e debater os grandes desafios de Minas”, defendeu.
Sobre um possível rompimento da unidade do PT em função do embate no 2º turno do PED, Patrus foi sério e irônico ao mesmo tempo. “Nós teremos unidade no partido, não tenho a menor dúvida disso. Por razões éticas, nós temos compromissos, embora tenhamos diferenças. Eu conheço bem o Fernando Pimentel, temos amizade de mais de 30 anos, temos diálogo, temos diálogo com o Virgílio Guimarães, trabalhamos juntos, temos uma história compartilhada. É claro que temos responsabilidades com o PT, com Minas e o Brasil. No momento adequado poderei ter a iniciativa de chamar o ex-prefeito Pimentel para uma conversa, que foi meu secretário da Fazenda, que reapareceu politicamente pelas nossas mãos.”
Segundo Patrus, a vitória de Gleber no 2º turno do PED, agora com apoio do deputado estadual Padre João e do deputado federal Gilmar Machado, ex-candidatos a presidente, o PT encerrará uma fase fundamental para repensar seus rumos para 2010 e para seu futuro.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s