Nudez de aliada deixa governador de São Paulo irritado

Aos 42 anos, a subprefeita da Lapa, a ex-vereadora Soninha Francine (PPS), é uma das estrelas do ensaio fotográfico Mulheres que Amamos, destaque da revista masculina Playboy deste mês. Vestida apenas com uma calcinha mínima, Francine – uma das principais aliadas do governador paulista José Serra (PSDB) – deixou o virtual candidato à sucessão presidencial irritado, segundo assessores. A ex-VJ da MTV é um dos nomes cotados pelo PPS para a disputa pelo Governo do Estado de São Paulo este ano.
– Vão (usar Photoshop), para apagar o elástico do biquíni. Mas, no resto, sei lá. Teve maquiagem no rosto e fizeram o meu cabelo, uma megaprodução. No corpo, passaram só um pó para uniformizar. Espero que não levantem o meu peito – disse a integrante da base de apoio ao governador José Serra.
Calendário
Francine também posou nua ao lado de uma bicicleta para um calendário lançado pela ONG CicloBR, no final de fevereiro. O objetivo era chamar a atenção para o movimento que tenta convencer as pessoas a deixarem o carro em casa, usando um meio de transporte que não polui e não deixa as ruas engarrafadas – a bicicleta. O calendário se chama Como nus sentimos e custa R$ 50. O lançamento aconteceu no Parque das Bicicletas, em Moema, Zona Sul de São Paulo.
As fotos não são explíticas e Soninha explicou que esta foi a condição para topar participar do ensaio. Em pesquisa divulgada pelo Instituto Vox Populi no final de janeiro, ela aparece em quarto, com 5% das intenções de voto, atrás de Geraldo Alckmin (PSDB – 56%), Paulo Maluf (PP – 11%) e Ciro Gomes (PSB – 10%). Em 2007, ela se candidatou à Prefeitura e recebeu 266.978 votos (pouco mais de 4%).
O primeiro cargo de Soninha na política foi como vereadora, em 2004. Logo de início, causou polêmica pelo projeto que apresentou de não obrigatoriedade do uso de terno e gravata na Câmara. Em 2001, ela apareceu numa capa de revista admitindo que fumava maconha – acabou perdendo o emprego na TV Cultura (estatal). Em 2008, defendeu a descriminalização da maconha.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s